Naturalmente me entregando
São assim as palavras em meu pensamento
Aos poucos vou rascunhando
O que imaginava só palavras ao vento
Deito e penso, sem rimas mesmo
Falando sozinha,mas falando a esmo
Meu coração respondendo, corrigindo-me
Fale, mas fale de mim
As frases se formando, num instante escorregando
Pelos vão dos dedos, na caneta se formando
Poetar é como desenhar as curvas
É como detalhar aventuras
É um geito único de tomar pela mão quem lê
E permitir que mostrem a vontade de relê-las
A cada nova avaliação
Lá está o coração, vendo se aprova
Me pondo a prova e na costante dúvida
Deixo meu coração embaraçoso, duvidando

Vivi mesmo tudo isso?
Ou sonhei e estou acordando?
(Luna Intocável)bela dona

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s